Tuesday, March 25, 2008

Proposta

Proponho, sem demagogias, preconceitos ou pretensiosismos, um centro cultural (termo difícil de pronunciar) para a land art (outro termo igualmente quadrado), tendo como instrumento de mediação o monumento que é a anta grande do zambujeiro.
Creio que fazer o ensaio das recuperações possíveis é um exercício complicado, e é por isso, mas não só, que me parece positivo virar o monumento para o futuro, em lugar de lhe procurar um reflexo do passado.
Não me considero irresponsável ao falar desta forma, mas acredito que o resultado final me escaparia.
A minha proposta é realmente procurar recuperar a anta grande do Zambujeiro integrando-a numa paisagem inédita e de vanguarda, um centro europeu do passado e de futuro.

1 comment:

Rafael Henriques said...

Como é óbvio, isto implicava uma grande (enorme) dose de boa vontade do proprietário.
Ou talvez represente antes uma oportunidade alternativa em terreno brevemente saturado de propostas turísticas que só trarão mais do mesmo, e simplesmente aproveitando o fluxo daí surgido.
Com a vantagem de não ter qualquer tipo de impacto na paisagem, pelo contrário, é antes um veículo de salvaguarda da paisagem alentejana.